quinta-feira, 4 de março de 2010

A noite da cidade cinza

Á procura do desejo
do intocável
do teu beijo
sensações obscuras
invisíveis criaturas
presentes no que se sente
dentro e fora da mente

é noite na cidade cinza
Não tem medo, não tem bicho
não encuca com teu vício
te liberta, te suporta
estupre teu ego
E te sufoca

é dia na cidade morta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário