terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Baby,

Baby, teu jeito
teu beijo
teu cheiro...

Baby, teus dedos
tua pele
teu desejo
de talvez tornar-te homem
tão cedo

~De talvez ser gente grande logo~

Mas em tua veia
corre quente
feito serpente
teu sangue jovem
adolescente

Um comentário: