terça-feira, 4 de agosto de 2009

Não é meu, mas mora em mim

Não é meu, mas mora em mim
e me faz feliz assim
feliz dum jeito louco; louco e encantador
quando vem e me diz um pouco
de besteira com amor

seus olhos me olham me despindo
e me expondo num ponto fraco do meu corpo
no abismo perdido no fim do precipício
e eu inicio do início todos os meus desejos
e a vontade de ter você comigo
ou por cima de mim
pra sempre

(Marcianita Jones)

2 comentários: