domingo, 7 de junho de 2009

É pra você largar de ser besta e achar que encontrou o amor
Em meio a barulhos de copos de bar e música alta

É pra você largar de ser besta e achar que pode ter tudo
Mesmo quando se sabe, que não tem direito a nada

É pra você acordar desse mundo de fantasia;
Na terra não existe príncipe encantado, nem pônei cor de rosa.

As bruxas que aqui residem, são as mesmas invejosas
Só que ao invés de terem magia
usam o corpo pra conseguirem o que desejam.

No mundo real, o bem nunca vence
e a gente tem que se acostumar a perder...

Um comentário:

  1. Evohé, Marcianita!

    Gostei de tudo aqui. És poeta, mesmo...
    Passo a te seguir e volto no novo post.
    Aí comento melhor cada poema.

    Abreijos textuais
    Aleph Davis

    ResponderExcluir